RESÍDUOS ORGÂNICOS E BIOENERGIA

Inauguração do Projeto Bio&Energy em São Tomé e Príncipe

Teve lugar no passado dia 16 de janeiro de 2017, pelas 09h30, no Centro Cultural Português em São Tomé, a sessão de inauguração do projeto "Bioenergia em São Tomé e Príncipe - Aproveitamento Energético de Biogás".

Nesta sessão, Maria João Martins, Administradora Executiva da Ecovisão, e Arlindo de Carvalho, Diretor Geral do Ambiente de São Tomé, destacaram o impacto e os principais resultados alcançados com a implementação do projeto que atualmente está a beneficiar 18 famílias, num total de cerca de 70 pessoas, como resultado da instalação de cinco digestores anaeróbios. A sessão contou, no encerramento, com as intervenções de Suas Excelências o Ministro do Ambiente da República Portuguesa, João Pedro Matos Fernandes, e do Ministro das Infraestruturas, Recursos Naturais e Ambiente, Carlos Vila Nova, que destacaram as mais-valias dos projetos de cooperação que têm vindo a ser desenvolvidos entre os países que representam.

Seguiu-se uma cerimónia de corte de fita nas comunidades de Mendes da Silva e Novo Destino, onde os presentes puderam testemunhar o correto funcionamento dos digestores anaeróbios e instalações conexas. Em Novo Destino foi ainda possível degustar alguns dos produtos locais de São Tomé confecionados pelas famílias beneficiadas pelo projeto, nos fogões a biogás.

O evento despertou o interesse da Comunicação Social que acompanhou as visitas e registou vários depoimentos de membros das comunidades demonstrando a sua satisfação com o projeto. O Ministro das Infraestruturas, Recursos Naturais e Ambiente, Carlos Vila Nova, destacou ainda a necessidade de se dar continuidade ao projeto, beneficiando numa primeira fase as restantes famílias das comunidades de Mendes da Silva, Novo Destino e Santa Jenny e depois alargar para outras comunidades na envolvente do Parque Obô.

Aproveitando a deslocação a São Tomé, a Ecovisão, e com o intuito de obter financiamento para dar continuidade ao Projeto, reuniu com várias entidades nomeadamente, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e Fundo Europeu para o Desenvolvimento (FED).

A expectativa de continuidade é grande e o desejo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida destas populações, criando ao mesmo tempo valor para a empresa, é um dos objetivos da Ecovisão.